Seu cirurgião plástico deve:

  • Perguntar sobre suas expectativas, discuti-las com você e considerar as suas reações quanto às recomendações dadas.

  • Aconselhar pelo procedimento mais indicado para atingir as suas necessidades.

  • Responder todas as suas dúvidas numa linguagem absolutamente compreensível.

  • Dar informações sobre o procedimento que você deseja: o nível de complexidade, o tipo de anestesia, a internação, o repouso, as restrições na vida cotidiana, os cuidados em longo prazo.

  • Deixar claro os riscos envolvidos com a cirurgia e possíveis intercorrências e complicações.

  • Receber com naturalidade perguntas sobre sua formação, qualificações profissionais, experiência, honorários e formas de pagamento, até mesmo por escrito.

  • Pedir todos os exames pré-operatórios, como o sangüíneo, o clínico, o cardiológico ou anestesiológico, e até o raio X do tórax e ecografias quando necessárias.

  • Tirar fotografias da região do corpo que sofrerá a cirurgia e também no pós operatório para comparação. 

  • E finalmente, deixar a decisão final

                              para você.

    Como Escolher seu Cirurgião Plástico

O primeiro passo para escolher o seu cirurgião é elaborar uma lista com os nomes dos possíveis candidatos. Para isso:

  • Converse com amigos ou outras pessoas que já tenham passado pelas mãos desses médicos. Mas tenha em mente que cada paciente é único, assim como os resultados.

  • Peça para aquele médico de família ou outros de seu convívio, indicar algum conhecido que realize esse trabalho.

  • Da mesma forma, se você conhece alguém da área de enfermagem ou de outro setor hospitalar, vale a pena conferir as impressões deles sobre o trabalho realizado por seus colegas de profissão.

  • Consulte instituições de saúde bem conceituadas em sua região e solicite os nomes de profissionais por eles credenciados.

  • Outra fonte é o diretório de membros da SBCP. Através da Internet você poderá pesquisar por nomes ou por cidades. Links à frente.

  • Outra possibilidade é consultar publicações oficiais conhecidas como Guias de Especialidades.

  • Tenha cautela com os anúncios sensacionalistas que prometem todo e qualquer tipo de resultado.

  • Na primeira consulta, o cirurgião deve deixar claro os riscos durante e depois da cirurgia, evitando frustrações e desentendimentos futuros.

  • Certifique-se de que seu médico possui credenciamento hospitalar. Isso significa que ele foi aprovado pelas normas regimentais do corpo clínico daquela instituição.

Ligue para os hospitais e informe-se melhor.

Betim  (31) 2571-2240/98449-8000