CIRURGIA DA GINECOMASTIA             CIRURGIA DA MAMA MASCULINA 
Ginecomastia é o termo utilizado para designar o crescimento da mama em homens . Não é uma ocorrência incomum, atingindo até 40% dos homens. Pode afetar uma mama, ou ambas. É mais frequente na adolescência a partir dos 13 anos, porém pode persistir na vida adulta, trazendo muitas vezes desconforto para a exibição do corpo, como tirar a camisa em público.

O aumento da mama masculina pode ser causado por dois fatores distintos: por um aumento da glândula mamária, ou por um excesso de gordura localizada. Pode também ocorrer em alguns casos a associação destes dois fatores.

Causas comuns de ginecomastia:

 > Fisiológica (sem indicar doença alguma), Hipogonadismo (diminuição da função dos testículos), Tumores (testículos e supra-renal), Insuficiência supra-renal, Insuficiência renal, Cirrose, Hermafroditismo, Estresse psicológico, Alcoolismo, AIDS (SIDA).

     Drogas comuns que causam ginecomastia:

> Estrogênios, Androgênios (esteróides anabolizantes), Quimioterápicos, Anti-hipertensivos como captopril, nifedipina, metildopa, verapamil, Digoxina, Maconha, heroína e anfetaminas, Drogas para tuberculose, Espironolactona, Metoclopramida, Amiodarona, Omeprazol.

A cirurgia pode ser feita já a partir dos 13 anos de idade, dependendo da avaliação de cada caso. A redução da mama , neste tipo de problema é feita pela remoção de tecido glandular ou da gordura. Homens que também tem excesso de pele, devem ter esta pele excessiva, removida também, para obter-se  resultado mais estético.
Nesta cirurgia, o objetivo é retirar-se o volume de tecido atrás das aréolas, motivo do descontentamento geral. Quando este volume é produzido por gordura, será necessário então o emprego de Lipoaspiração para melhor e efetiva solução do caso. Nós indicaremos durante a consulta se for o caso. Restarão problemas sobre autorização deste ato quando for cirurgia coberta por convênios, pois não se faz lipoaspirações pelos mesmos, sendo considerada então como método estético de tratamento. Discutiremos na consulta sobre isto.

- Clique para assistir ao vídeo sobre Ginecomastias -