INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES sobre Lipoaspiração e/ou Lipoescultura

 

Normalmente, as seguintes perguntas são feitas pelos pacientes a nós, por ocasião da consulta inicial:

►QUANTOS QUILOS VOU EMAGRECER COM A CIRURGIA?

    R: Sendo uma cirurgia que retira determinada quantidade de gordura, evidentemente haverá uma redução no peso, que varia de acordo com o volume corporal de cada paciente. Não são, entretanto, os “quilos” retirados que definirão o resultado estético, mas sim as proporções que cada área determinada mantenha com o restante do tronco e os membros. Assim é que, as mulheres que apresentam certo abaulamento no abdômen ou em outras partes do tronco, assim como nos quadris e parte superior das coxas, poderão ter uma pele firme ou eventualmente flácida. A avaliação correta de três itens, qualidade da elasticidade da pele, quantidade de gordura, e sua localização, nos permitem avaliar o resultado. Há casos, em que o paciente está com o peso acima do normal. Recomendamos um equilíbrio prévio, antes da cirurgia, o que nos leva a aconselhar àqueles (as) que assim se apresentem, a prosseguir com um tratamento clínico ou fisioterápico prévio.

Existem casos em que se retira gordura de certas áreas, e reinjeta-se esta gordura (retirada sob condições assépticas), em outras regiões do corpo (lipoenxertia), que necessitam aumentar de volume. Grande parte dessa gordura poderá se reabsorver e é impossível prever-se o percentual de permanência dessa gordura reintroduzida; entretanto, são dedicados cuidados especiais no tratamento dessa gordura, a fim de propiciar maior possibilidade de sucesso.

►ESSAS CIRURGIAS DEIXAM CICATRIZ MUITO VISÍVEL?

    R: As cicatrizes resultantes dessas cirurgias são mínimas, e localizadas em diversas partes do corpo, de modo

a permitir acesso às áreas a serem operadas.  Seu tamanho varia em torno de 1,0 cm e são planejadas para ficar

pouco visíveis, em locais de pregas naturais na maior parte das vezes.  Podem ficar escurecidas com o tempo,

devido ao atrito da cânula na borda da pele durante a cirurgia. De toda a maneira, vamos dar uma explicação sobre

a evolução de uma cicatriz, seja ela decorrente desta ou daquela cirurgia.  Assim é que:

PERÍODO IMEDIATO: Vai até o 30º dia e apresenta-se com aspecto excelente e pouco visível. Alguns casos

apresentam discreta reação aos pontos ou ao curativo.

PERÍODO MEDIATO. Vai do 30º dia até o 12º mês. Neste período haverá espessamento natural da cicatriz, bem

como mudança na tonalidade de sua cor, passando de “vermelho” para o “marrom”, que vai, aos poucos, clareando.

Este período, o menos favorável da evolução cicatricial, é o que mais preocupa as pacientes.  

Como não podemos apressar o processo natural da cicatrização, recomendamos às pacientes que não se

preocupem, pois o período tardio se encarregará de diminuir os vestígios cicatriciais.

PERÍODO TARDIO: Vai do 12º ao 18º mês. Neste período, a cicatriz começa a tornar-se mais clara e menos

consistente atingindo assim, o seu aspecto definitivo. Qualquer avaliação do resultado definitivo deverá ser feita

após este período.

►MINI-ABDÔMEN. O QUE É?

    R: Esta é outra cirurgia muito associada com a Lipoaspiração, onde logo após a mesma, retira-se uma porção de pele localizada entre a púbis e o umbigo, onde se tem flacidez, com seu descolamento interno e soltando-se o umbigo do lugar. A quantidade de pele irá depender da necessidade e da flacidez local. Aumenta-se os riscos nestes casos, de maior sofrimento da pele logo abaixo do umbigo pela tração localizada, e isto pode provocar falta de circulação do sangue local com suas conseqüências. Falaremos disso em suas consultas.

Leia mais sobre esse tema Mini-Abdômen clicando aqui>

►EM QUANTO TEMPO ATINGIREI O RESULTADO DEFINITIVO?

    R: Na resposta anterior foram feitas algumas ponderações sobre a evolução da cicatriz.

Resta ainda, acrescentar algumas observações sobre as áreas tratadas, no que tange à sua consistência, sensibilidade, volume, etc. Nas primeiras semanas ou mesmo meses, essas áreas, além de estarem sujeitas a períodos de “inchaços”, poderão apresentar alguns locais mais densos que outros, e que geralmente só são perceptíveis à palpação, tendendo a desaparecer após o 3º mês. Com o decorrer dos meses, tendo-se realizado as devidas drenagens linfáticas e os exercícios orientados para modelagem, vai-se gradativamente atingindo o resultado definitivo. Nunca se deve considerar como definitivo qualquer resultado, antes de 6 a 9 meses do pós-operatório.

►A LIPOASPIRAÇÃO CORRIGE AQUELE EXCESSO DE GORDURA SOBRE A REGIÃO DO ESTÔMAGO (ESTÔMAGO ALTO)?

    R: Geralmente sim se for este abaulamento produzido por excesso de gordura pois podemos ter aí outras causas. Dependendo do seu tipo de tronco (conjunto tórax + abdome), poderemos ter um resultado bastante natural. Também tem grande importância, sob este aspecto, a espessura da gordura local que reveste o corpo em outras áreas, sendo no abdômen muito mais densa.

►QUAL O TIPO DE MAIÔ QUE PODEREI USAR APÓS A CIRURGIA?

    R: Fica a seu critério. Seu manequim lhe dirá.

►PODEREI TER FILHOS FUTURAMENTE? O RESULTADO NÃO FICARÁ PREJUDICADO?

    R: O resultado poderá ser preservado, desde que na nova gestação seu peso seja controlado por seu médico.  Se você voltar ao seu peso anterior e sua pele não apresentar flacidez e estrias decorrentes da gravidez, as formas obtidas serão mantidas. Devemos salientar, entretanto, que o corpo da mulher sofre variações da forma com o decorrer do tempo, devido à disposição da gordura nas diversas áreas corporais, principalmente no abdômen cintura e coxas.  Assim é que a cada 5 ou 10 anos, a disposição da gordura no corpo muda de pessoa para pessoa. Mesmo assim, aquele excesso retirado nas áreas definidas, sempre lhe proporcionará uma melhor evolução, mesmo que você venha a ganhar algum peso.

►O PÓS-OPERATÓRIO DA LIPOASPIRAÇÃO É MUITO DOLOROSO?

    R: Geralmente não. Uma lipoaspiração ou lipoescultura de evolução normal não deve apresentar dor, desde que obedecidas às orientações pós-operatórias. Eventuais incômodos como certo ardor e prurido (coceira), são resolvidos com a utilização de analgésicos/ antiinflamatórios. A sensibilidade é individual.

►HÁ PERIGO NESTA OPERAÇÃO?

    R: Não existe cirurgia sem riscos mas raramente a lipoaspiração traz sérias complicações, desde que realizada dentro de critérios técnicos. Isto se deve ao fato de se preparar convenientemente cada paciente para o ato operatório, além de ponderarmos sobre a conveniência de associação desta cirurgia junto a outras. O perigo não é maior nem menor que qualquer outra cirurgia programada, e até o simples atravessar de uma rua. Entretanto, é importante levar em conta, que grandes volumes retirados poderão determinar riscos, tanto no ato operatório quanto no pós-operatório. É consenso, na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, que o volume total de gordura a ser retirado por sessão, não ultrapasse  5-7% do seu peso corporal. Nós lhe esclareceremos sobre as condutas quanto a este ‘volume ideal’ para o seu caso.

►QUE TIPO DE ANESTESIA É UTILIZADA PARA ESTA OPERAÇÃO?

    R: Anestesia geral, peridural ou até anestesia local, conforme o caso.

►QUANTO TEMPO DURA O ATO CIRÚRGICO?

    R: Dependendo da extensão das áreas a serem tratadas, o tempo varia de 1 a 3 horas, podendo ser ultrapassado em alguns casos. Entretanto, o tempo do ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente do Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória. Cada caso será avaliado previamente.

►É NECESSÁRIO INTERNAÇÃO E POR QUAL PERÍODO?

    R: Dependendo da extensão da área tratada e do tipo de anestesia (Local com sedação, Peridural, Geral) o período de internação poderá variar de algumas horas até todo o dia.

►SÃO UTILIZADOS CURATIVOS?

     R: Sim. Curativos semicompressivos com cintas modeladoras especiais e espumas de proteção da pele, mantidos por um período de 30 a 45 dias, em média. Costumamos cobrir os locais dos pontos com discretas tiras de fita Micropore (esparadrapo especial para uso direto na pele). 

►QUANDO SÃO RETIRADOS OS PONTOS?

    R: Por volta do 10º dia.

►QUANDO PODEREI TOMAR BANHO COMPLETO?

    R: Geralmente no dia seguinte à cirurgia com nossa orientação.

►QUAL A EVOLUÇÃO PÓS-OPERATÓRlA?

    R: Você não deve esquecer-se que, até que se consiga atingir o resultado almejado, diversas fases são características deste tipo de cirurgia. Assim é que, no 2º item, foi esclarecido sobre a evolução cicatricial (até o 18º mês). No 3º item sobre a sensibilidade, consistência, etc. Entretanto, poderá lhe ocorrer alguma preocupação no sentido de “desejar atingir o resultado final antes do tempo previsto”. Seja paciente pois seu organismo se encarregará de dissipar todos os pequenos transtornos intermediários que, infalivelmente chamarão a atenção de alguma de suas amigas que não se furtará à observação:

“SERÁ QUE ISTO VAI DESAPARECER MESMO?” É evidente que toda e qualquer preocupação de sua parte deverá ser transmitida a nós, e somente a nós, que lhe daremos os esclarecimentos necessários, para sua tranqüilidade.

Em tempo: Em algumas pacientes, ocorre uma certa ansiedade nesta fase, decorrente do aspecto transitório. Isto é passageiro e geralmente reflete o desejo de se atingir o resultado final o quanto antes. Lembre-se que nenhum resultado deverá ser considerado como definitivo antes dos 6 aos 9 meses. Condutas complementares em academias, massagens com fisioterapeutas ou esteticistas, poderão melhorar bastante o resultado final, pois, a modelagem muscular é um fator de grande importância no nosso contorno corporal.

 

É importante deixar claro que não temos como prever certamente a boa evolução de uma cirurgia, e assim poderá haver necessidade de gastos não previstos durante estas cirurgias, como: necessitarmos de internações em maior tempo ou até mesmo de CTI, necessidade de reintervenções em curto espaço de tempo por exemplo em casos de Hematomas ou infecções, e até mesmo reintervenções tardias para revisão de cicatrizes ruins ou complementos cirúrgicos (“retoques”) para alcançarmos melhores resultados. Essas ocorrências geram então custos de parte hospitalar e médica, que deverão ser arcados por você. É importante que entenda muito bem isto. Então faça sua parte rigorosamente no pós-operatório, tanto imediato quanto mais tardio - repouso.

►QUAIS AS POSSÍVEIS INTERCORRÊNCIAS / COMPLICAÇÕES QUE PODEMOS TER?

- Hematomas: são coleções de sangue que podem ocorrer nas áreas tratadas, devido ao trauma produzido nos vasos sanguíneos locais. Por isso necessitamos acompanhar de perto sua evolução.

- Infecções: apesar de serem raras em lipoaspirações, podem surgir nos locais dos furos para entrada das cânulas, ou nas áreas operadas, o que necessitará intervenção cuidadosa nossa, e de sua parte todos os cuidados domiciliares. A maioria dessas infecções são provenientes de seu próprio corpo, mas ainda assim, damos de rotina durante a cirurgia, antibióticos, para tentar reduzir esta possibilidade.

- Seromas: são coleções retidas de líquido linfático, por isso indicamos no pós operatório, massagens de drenagem linfática nas áreas operadas. Repouso é fundamental também.

- Manchas da pele: como extravasa sangue nos locais tratados, estas marcas chamadas equimoses, podem marcar a pele por muito tempo, ou em alguns pacientes ficarem permanentes, e não se tem como saber qual. Por isso o sol é proibido por até 90 dias após, como explicado no consultório.

- Irregularidades de superfície: como a gordura abaixo da pele foi aspirada, algumas irregularidades como depressões ou saliências da pele, podem persistir, por muito tempo, o que pode ser melhorado pelas massagens citadas ou necessitarem de reintervenções para tentativas de melhoras. Acompanharemos de perto. Use a cinta corretamente e faça todas as massagens indicadas, para tentar reduzir estes inconvenientes.

- Fibroses cicatriciais: são locais de cicatrização da gordura onde se palpam nódulos e endurecimento local. Não há como se evitar totalmente estes problemas pois é o resultado de sua cicatrização. Falaremos das massagens abaixo, como métodos de evitar e melhorar estas áreas.

- Necroses de pele: naqueles casos onde se associam Mini-Abdômen, este risco pode acontecer em maior frequência pelo descolamento da pele local abaixo do umbigo, levando à perda de circulação de sangue na mesma e consequente, necrose da mesma (gangrena). Falaremos mais disto pessoalmente.

- Cicatrizes ruins: como temos que fazer furos por onde entraremos na pele com as cânulas, cada um desses locais gera uma cicatriz que pode ser muito boa ou não, ficando mais comumente escurecidas, mais comum em pessoas de pele morena ao negro, mas pode acontecer em qualquer um. Sempre existirão cicatrizes. Mas são tomadas medidas de evitar-se esta ocorrência, tanto durante a cirurgia quanto depois.

- Embolias e Tromboses: Estas são ocorrências mais raras mas pode ocorrer, de se formarem coágulos nos vasos sanguíneos das pernas ao ficar-se muito tempo deitada em uma só posição, ou até mesmo algum volume da gordura tratada, entrar em um vaso, e obstruir a passagem de sangue que vai aos pulmões ou outros órgãos, acarretando problemas nos mesmos. Orientarei mais nas suas consultas e tomaremos algumas condutas quanto a isto, principalmente, prescrevendo medicações específicas para estas intercorrências e fazer você sair mais rápido do leito já na internação.   

- Morte: Mas pode ocorrer? Quem somos nós para termos certeza desta não ocorrência. Todas as medidas possíveis são e serão tomadas, para se evitar males maiores, mas acontece de alguma paciente ter morrido antes, e ficar-se com medo disto. Lembre-se que os exames pré operatórios são também para se achar alguma possível alteração em seu corpo, que poderia prejudicar seu resultado.

Leia todas as informações possíveis, e tire suas conclusões sempre, conversando conosco.

 

RECOMENDAÇÕES SOBRE A LIPOASPIRAÇÃO / LIPOESCULTURA

RECOMENDAÇÕES PRÉ-OPERATÓRIAS:

 1-Comunicar-se conosco até dois dias antes da cirurgia, em caso de gripe, período menstrual, indisposição, etc.

 2-Comparecer ao hospital indicado, obedecendo ao horário de internação, e em JEJUM absoluto.

 3-Proibido bebidas alcoólicas ou refeições “pesadas”, na véspera da cirurgia.

 4-Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 10 dias antes do ato cirúrgico. Isto inclui também os diuréticos. Avise-nos sobre o uso de qualquer deles.  

 5-Programar suas atividades sociais, domésticas ou escolares, de modo a não se tornar indispensável a terceiros, por um período de aproximadamente 4 a 5 dias.

  RECOMENDAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS:

 1-Evitar esforços desnecessários por 8 dias.

 2-Levantar-se tantas vezes quanto lhe for recomendado por ocasião da alta hospitalar, assim como evitar ao máximo, esforços maiores.

 3-Não se exponha ao sol ou friagem, por um período mínimo de uma semana.

 4-Obedecer à prescrição médica rigorosamente.

 5-Voltar ao consultório para os curativos subseqüentes, nos dias e horários estipulados.

   Provavelmente você estará se sentindo tão bem, a ponto de esquecer-se de que foi operada recentemente.Cuidado! A euforia poderá levá-la (o) a um esforço inoportuno, o que determinará certos transtornos. Vale ressaltar que entre o 3o e o 5o dia pós-operatório, poderá haver uma discreta depressão emocional ou mesmo física. Isto é previsto e explicável pela recuperação do seu organismo, em prol da sua fisiologia corporal. Não se preocupe com as formas intermediárias nas diversas fases.

6- Alimentação normal (salvo em casos especiais). Recomendamos alimentação hiperproteica (carnes, ovos, leite) assim como de frutas à vontade. Aguarde para fazer sua “dieta ou regime de emagrecimento”, após a liberação médica. A antecipação desta conduta por conta própria, poderá determinar conseqüências difíceis de serem sanadas.

7- Use sempre a cinta modeladora indicada e até mesmo a espuma de proteção, o que ajuda muito na prevenção de defeitos de superfície ou grandes inchaços, dobras e marcação permanente da pele tratada.

8- Procure fazer as massagens indicadas de Drenagem Linfática, de preferência em nosso serviço, pois aqui teremos condições de acompanhá-la (o) de perto sobre os resultados e a evolução alcançada, além de estar em mãos de Fisioterapeutas, devidamente capacitadas para tal.

9- Em casos de necessitar alguma complementação futura dessa cirurgia (repetir a lipo) em algum local específico, o que pode acontecer pois não há como prever totalmente a evolução dessas áreas de gordura tratadas, deveremos ter novos custos a serem discutidos com você. Logicamente serão valores menores do que sua cirurgia inicial. Lembre-se disto.

10-Tire conosco e somente conosco, quaisquer dúvidas que possam advir. Tel. 99105-8289.

- Clique para assistir ao vídeo sobre Lipoaspiração -